quinta-feira, 30 de junho de 2011

"Dois Amores e um Bicho"

Texto de Gustavo Ott
Tradução: Marialda Gonçalves Pereira
Adaptação: Cia. Experimentus
Direção: Daniel Olivetto
Com: Jô Fornari, Marcelo F. de Souza e Sandra Knoll
Preparação de Atores e Assistência de direção: Barbara Biscaro
Cenário: Roberto Gorgati
Figurino: Barbara Biscaro
Desenho de luz e Projeto Gráfico: Daniel Olivetto
Produção: Daniel Olivetto e Sandra Knoll
Realização: Cia. Experimentus

Sinopse: "Dois Amores e um Bicho" foi adaptado do texto do venezuelano Gustavo Ott. No espetáculo, o público é convidado à sala de estar de uma adorável família às voltas com crimes do passado e do presente. Em meio a um jogo perverso e patético, eles encenam e revivem o passado investigando os motivos que levaram Pablo, o pai, a espancar um cachorro até a morte há 15 anos. No presente, novos assassinatos de animais começam a ocorrer em um zoológico das redondezas.

Serviço: O quê: Dois Amores e um Bicho, montagem para o público adulto da Cia. Experimentus
Quando: 30 de Junho e 10. de Julho [quinta e sexta-feira] às 20h
Onde: Sede do Grupo Porto Cênico, Rua Benjamin Franklin Pereira, 287- Bairro São João - Itajaí
Quanto: R$ 20 [inteira] - R$ 10 [meia] - Ingressos no Local!
Informações: 47 9909 9341 - 3349 1187 - contato@experimentus.com.br

10 Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

A mostra que abriu dia 23 segue com programação até dia 10 de julho de 2011

O primeiro fim de semana da 10ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis contabilizou 2.735 espectadores. Com entrada franca para as sessões de estreia e ingressos a 2 reais para as restantes, o evento lotou o Teatro Pedro Ivo. Ziraldo, o grande homenageado desta edição, até se emocionou com o público que foi assistir ao lançamento de “Uma professora muito maluquinha”. A 10ª Mostra não só distribuiu mais de 2.500 sacos de pipoca, mas também atingiu o maior público de sua história. O Pedro Ivo está ficando pequeno.

http://www.mostradecinemainfantil.com.br/programacao/

Boletim Eletrônico da Mostra
de Cinema Infantil de Florianópolis
Produção: Assessoria de Imprensa da Mostra.
E-mail: imprensa@mostradecinemainfantil.com.br
Site: www.mostradecinemainfantil.com.br

Acompanhe a Mostra nas redes sociais:
www.twitter.com/cineinfantil
www.facebook.com/mostradecinemainfantil
www.youtube.com.br/tvbloguinho
bloguinhodamostra.blogspot.com

livro Além do Quintal em Balneário Camboriú


Lançamento do livro Além do Quintal, dia 01/07 na Fundação Cultural de Balneário Camboriú as 20h30

HOJE abertura da 5ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul

HOJE 30 de junho as 14hs acontece a abertura da 5ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul/SC e segue até 10 de julho na praça Ângelo Piazera, os oragnizadores prometem que o local será invadido por milhares de personagens e suas histórias, e o mundo encantado dos livros estará ao seu alcance

Vejam na programação: a participação da poeta e artista itajaiense Marlene Edir Severino com o livro Além do Quintal que terá seu lançamento na feira no domingo, dia 03 as 17 horas!

http://www.feiradolivro.org/2011/programacao/

14h – Abertura oficial da 5ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul.

19h – Viva poesia: Carlos Drummond de Andrade e Gregório de Matos.
Alcides Buss e Regina Carvalho conversam sobre os dois grandes poetas brasileiros.

20h – Lançamento nacional do livro “Poemas” de Gregório de Matos.

21h – Encerramento das atividades.

1° de julho
9h – Abertura dos estandes.

9h30min – Contação de histórias: “Histórias das ideias do Zé”, com Lieza Neves, de Brusque (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

10h – Contação de histórias: “Esticando as canelas”, com Josiane Geroldi, de Chapecó (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

14h – Contação de histórias: “Histórias das ideias do Zé”, com Lieza Neves, de Brusque (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

14h30min – Contação de histórias: “Esticando as canelas”, com Josiane Geroldi, de Chapecó (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h – Contação de histórias: “Histórias das ideias do Zé”, com Lieza Neves, de Brusque (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h30min – Contação de histórias: “Esticando as canelas”, com Josiane Geroldi, de Chapecó (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

19h – Saiba, com Arnaldo Antunes
Um bate-papo descontraído com um dos grandes artistas brasileiros. Arnaldo Antunes é um multiartista: canta, dança, pinta, escreve et cetera. São dez discos solos, sete com os Titãs, um com Os tribalistas, um com Pequeno cidadão, três dvd’s solos e onze livros, com destaque para “As coisas” (Prêmio Jabuti), “Antologia” e “Como É que Chama o Nome Disso”.

É a primeira vez que Arnaldo vem à cidade como escritor, para uma conversa franca sobre música, literatura e artes visuais.

21h – Encerramento das atividades.

2 de julho
9h – Abertura dos estandes.

9h30min – Contação de histórias: “Histórias das ideias do Zé”, com Lieza Neves, de Brusque (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

10h – Contação de histórias: “Esticando as canelas”, com Josiane Geroldi, de Chapecó (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h – Contação de histórias: “Histórias das ideias do Zé”, com Lieza Neves, de Brusque (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h30min – Contação de histórias: “Esticando as canelas”, com Josiane Geroldi, de Chapecó (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

16h30min – Panorama Jaraguá: encontro e leitura de escritores jaraguaenses.

19h – Encerramento das atividades

3 de julho
10h – Abertura dos estandes.

14h – Panorama Jaraguá: encontro, debate e lançamentos de livros de autores Jaraguaenses.

16h – Poesia e cartonaria, com Cristiano Moreira

17h- Lançamento dos livros “O Além do Quintal – poemas e aquarelas” de Marlene Edir Severino e “Quando cai um rio do céu – narrativas” de Daniel Rosa dos Santos.

18h – Encerramento das atividades.

4 de julho
9h30min – Contação de histórias: “Brincadeiras brincantes, cantos e outras histórias”, com o Grupo GATS, de Jaraguá do Sul (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

10h – Contação de histórias: “Brincadeiras brincantes, cantos e outras histórias”, com o Grupo GATS, de Jaraguá do Sul (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

14h – Contação de histórias: “De mala e cuia”, com o grupo Matakiterani, de Lages (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

14h30min – Contação de histórias: “De mala e cuia”, com o grupo Matakiterani, de Lages (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

15h – Contação de histórias: “De mala e cuia”, com o grupo Matakiterani, de Lages (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h30min – Contação de histórias: “De mala e cuia”, com o grupo Matakiterani, de Lages (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

19h – Guia de Leitura: Rock, com Gelson Bini.

Um encontro delicioso entre o rock e a literatura, pautado por músicas e livros provacantes e irreverentes.

5 de julho
9h – Abertura dos estandes.

9h30min – Contação de histórias: “De mala e cuia”, com o grupo Matakiterani, de Lages (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

10h – Contação de histórias: “De mala e cuia”, com o grupo Matakiterani, de Lages (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

15h – O segredo das pedras, com Eliana Martins
Conversa com Eliana Martins, autora de mais de cinquenta livros para crianças e jovens, e grande parceira da autora Rosana Rios na trilogia “O segredo das pedras” (www.segredodaspedras.com), com os livros “O Último Portal”, “Tempo de Travessia” e “A Roda de Fogo”. É autora dos sucessos “Mulherzinhas”, “Brinquedos Ensebados do Baú Estropiado”, “Terror na Paulista”, “A Chave do Corsário” (finalista do Prêmio Jabuti), “O Mão de Veludo”, “Receitas Nojentas, Idéias Bolorentas”, “Além do Portão da Vila” (Finalista do Primeiro Prêmio Barco a Vapor e Selecionado para o Catálogo da Feira de Bolonha) e “Cara de Bolacha”.

19h – Capacitação para professores: “O aluno portador de necessidades especiais”, com Eliana Martins (SP). A capacitação será realizada no Museu WEG.

19h – Guia de Leitura: Contos Clássicos, com Gelson Bini.

Todo o poder dos contos que encantam gerações há séculos. Venha conhecer contos russos, franceses, ingleses, norte-americanos e brasileiros. O mundo estará aos seus pés!

6 de julho
9h – Abertura dos estandes

9h15min – O ABCD de Angela Lago
Um bate-papo com uma das maiores escritoras brasileiras para público infantil. Angela Lago nasceu em Belo Horizonte, em 1945. Viveu na Venezuela e na Escócia. Há vinte anos escreve e ilustra livros para crianças. Expôs seus trabalhos em muitos países e recebeu prêmios no Brasil e no exterior – França, Espanha, Eslováquia e Japão.
Têm mais de 40 livros publicados e, por oito vezes, venceu o Prêmio Jabuti. Já ganhou os prêmios “Octogone de Fonte” (França), o “Premio Iberoamericano de Ilustración” (Espanha) e o “BIB Plaque” (Eslováquia). Também ganhou três vezes o Prêmio FNLIJ, com “Nasrudin”(2001), “Sete histórias para sacudir o esqueleto” (2002) e “Muito capeta” (2004). Dedica boa parte do seu tempo ao site www.angela-lago.com.br, um espaço de experimentações que disponibiliza jogos, sons e brincadeiras para crianças e adultos que se interessem por arte, magia e ternura. Alguns Livros: “AEIOU”, “Casa pequena”, “Fio do Riso” e “O personagem encalhado”.

14h – Contação de histórias: “Contos em cantos” de Ana Paula da Silva e Humberto Soares, de Joinville (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

14h30min – Contação de histórias: “Contos em cantos” de Ana Paula da Silva e Humberto Soares, de Joinville (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h – Contação de histórias: “Contos em cantos” de Ana Paula da Silva e Humberto Soares, de Joinville (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h30min – Contação de histórias: “Contos em cantos” de Ana Paula da Silva e Humberto Soares, de Joinville (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

19h – Oficina Papelão Loquax com Cristiano Moreira, no Museu WEG.

19h – Guia de Leitura: literatura contemporânea, com Gelson Bini.

Que livros estabelecem um diálogo com a sociedade contemporânea? Quais são os livros que apontam questões importantes para os dias de hoje.

21h – Encerramento das atividades.

7 de julho
9h – Abertura dos estandes.

9h30min – Contação de histórias: “Contos em cantos” de Ana Paula da Silva e Humberto Soares, de Joinville (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

10h – Contação de histórias: “Contos em cantos” de Ana Paula da Silva e Humberto Soares, de Joinville (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h – Filosofia brincante, com Marcia Tiburi
É brincando que se aprende a pensar! Márcia Tiburi vem mostrar como é importante isntigar desde a mais tenra idade as crianças para o ato de filosofar. Marcia é doutora em Filosofia pela UFRGS com ênfase em Filosofia Contemporânea. Entre 2005 e 2010 foi uma das apresentadoras do Programa Saia Justa, do Canal GNT. É autora de “Filosofia em comum”, “Diálogo: desenho”, “As mulheres e a filosofia”, “Metamorfoses do conceito”, “Uma outra história da razão” e da trilogia íntima (composta por três romances: “Magnólia”, “A mulher de costas” e “O manto”). Em parceria com Fernando Chuí publicou “Filosofia brincante”, um grande sucesso que mostra a brincadeira do pensar e apresenta aos pequenos leitores o pensamento filosófico.

19h – Guia de Leitura: provocações, com Gelson Bini.

Textos fascinantes, que provocam o leitor para além do dito.

21h – Encerramento das atividades.

8 de julho
9h – Abertura dos estandes

9h30min – Contação de histórias: “Confabulando”, com Marcoliva e Tatiana Cobbett, de Florianópolis (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

10h – Contação de histórias: “O sumiço da lagarta”, com a Cia. Alma Livre, de Jaraguá do Sul (Maratona de Contos SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

14h – Contação de histórias: “Confabulando”, com Marcoliva e Tatiana Cobbett, de Florianópolis (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

14h30min – Contação de histórias: “O sumiço da lagarta”, com a Cia. Alma Livre, de Jaraguá do Sul (Maratona de Contos SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h – Contação de histórias: “Confabulando”, com Marcoliva e Tatiana Cobbett, de Florianópolis (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.

15h30min – Contação de histórias: “O sumiço da lagarta”, com a Cia. Alma Livre, de Jaraguá do Sul (Maratona de Contos SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

19h – Guia de leitura: histórias da meia-noite, com Gelson Bini.

Venha conhecer os melhores textos de mistério e horror!

9 de julho
9h – Abertura dos estandes.

9h30min – Contação de histórias: “Confabulando”, com Marcoliva e Tatiana Cobbett, de Florianópolis (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.
10h – Contação de histórias: “Brincadeiras brincantes, cantos e outras histórias”, com o Grupo GATS, de Jaraguá do Sul (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

15h – Contação de histórias: “Confabulando”, com Marcoliva e Tatiana Cobbett, de Florianópolis (Maratona de Contos do SESC). Para ensino fundamental.
15h30min – Contação de histórias: “Brincadeiras brincantes, cantos e outras histórias”, com o Grupo GATS, de Jaraguá do Sul (Maratona de Contos do SESC). Para educação infantil e ensino fundamental.

16h – Panorama SC: lançamento dos livros “Não digas nada para além do teu silêncio” de Elaine Doin, “Tempestade” de Fátima Venutti, “Diário de um aventureiro” de Valério Paholski, “Inteligência: caminhos para a plenitude”, de Everton Spolaor.

19h – Encerramento das atividades.

10 de julho
10h – Abertura dos estandes.

14h – Panorama Jaraguá: encontro, debate e lançamentos de livros de autores Jaraguaenses.

16h – Lançamento do livro “Contando as nossas histórias”, da Fundação Cultural de Jaraguá do Sul.

18h – Encerramento oficial da 5ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul.

Família de Saint-Exupéry planeja museu sobre 'O pequeno príncipe'

Projetam casa do personagem no castelo de Saint-Maurice-de-Rémens.
Mansão de cinco andares está fechada há 20 anos.

Antoine de Saint-Exupéry (Foto: AFP)A família do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry espera abrir em três anos um museu dedicado ao autor de "O pequeno príncipe" na mansão do século XVIII onde o aviador passava os verões de sua infância.

Coincidindo com o aniversário de nascimento de Saint-Exupéry, em 1900, seus herdeiros apresentaram nesta quarta-feira (29) o projeto "Casa do Pequeno Príncipe", no castelo de Saint-Maurice-de-Rémens, situado em Ain, a poucos quilômetros ao norte de sua Lyon natal (sudeste da França).

Caso se cumpram os prazos fixados pelo município e pelo sobrinho-neto do escritor, Olivier d'Agay, o lugar abriria suas portas em 29 de junho de 2014, com três áreas bem diferenciadas: uma parte de memória, um espaço cultural aberto e um centro de recursos equipado com vídeos e hologramas.

O primeiro passo para concretizar o projeto do museu consistia em adquirir a mansão de cinco andares, fechada durante os últimos 20 anos, apesar de ter passado por diferentes proprietários.

Em 2009, a Prefeitura de Ain, que representa pouco mais de 700 moradores, fez um empréstimo de 950 mil euros a 30 anos para comprar o edifício e garantir a continuidade da casa e do jardim onde Saint-Exupéry (1900-1944) sonhava em se transformar no aviador que terminou sendo.

"Ele tentou acoplar uma espécie de asas a sua bicicleta para fazê-la voar como um avião (...) e acabou quebrando um braço", relata um dos moradores de Ain quando relembra o que escutou sobre o menino que vagava por suas ruas há um século.

Agora, a realização do projeto está pendente da arrecadação de 20 milhões de euros, que servirão para habilitar o imóvel. Para isso, esperam atrair investidores interessados na exploração do museu, que acreditam que contará com cerca de 100 mil visitantes por ano.

Este seria o primeiro museu na França dedicado ao autor, desaparecido em combate no Mediterrâneo durante a Segunda Guerra Mundial a bordo de um Lightning P38 que combatia na Resistência contra os nazistas. Muitos, porém, preferem imaginar que o escritor esteja em algum ponto perdido do deserto do Saara.

No entanto, também não seria o primeiro museu em sua honra no mundo, já que desde 2006, na cidade japonesa de Hakone, o público pode desfrutar de uma réplica do castelo de Saint-Maurice-de-Rémens que funciona como um local onde "a serenidade, a poesia e a paixão de 'O Pequeno Príncipe' e de seu autor" são transmitidas aos visitantes, explicam os familiares de Saint-Exupéry.

Cinco anos depois da abertura do espaço no Japão, é a vez de seus parentes tentarem fazer com que os muros que o viram crescer se transformem no templo por excelência do legado de um escritor que, quando era perguntado de onde vinha, respondia: "da infância".

http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/06/familia-de-saint-exupery-planeja-museu-dedicado-a-o-pequeno-principe.html

Lançamento de livro “Na arte do pandeiro”

Na próxima quinta-feira, 30 de junho, haverá coquetel de lançamento do Livro “Na arte do pandeiro” do percussionista Ricardo Domingues, a partir das 19 horas, na Livraria Casa Aberta.

Segundo o autor, o livro contém desde informações básicas, de como segurar o pandeiro, movimentos de mão esquerda e toques da mão direita, até o conhecimento das áreas do instrumento, a exploração dos timbres, efeitos, abordagens rítmicas e exercícios de acentuação.

Na ocasião, música ao vivo com Jeferson Santiago, Alessandro Primo e convidados. O livro estará à venda por R$ 20,00.

JUEVES FLAMENCOS EM FLORIANÓPOLIS

últimos dias para curtir a programação do FAM 2011

Reabertura do MASC acontece nesta quinta-feira 30/06/2011


O Museu de Arte de Santa Catarina abre suas portas com duas Exposições: Tempo, espço e Arte e Linhas Artísticas no dia 30 de junho de 2011 às 19:00 horas
no CIC/Centro Integrado de Cultura em Florianópolis, disponiveis até 30 de agosto de 2011

O MASC completou no dia 18 de março de 2011 sessenta e dois anos de vida,
celebrado com um singelo café colonial oferecido pela Administradora do MASC.

HISTÓRICO DO MASC - O Museu de Arte de Santa Catarina é uma entidade vinculada à Fundação Catarinense de Cultura (FCC), criado em 18 de março de 1949 com o nome de Museu de Arte Moderna de Florianópolis (MAMF). Desde então, é o órgão oficial na área das artes visuais, instalado, hoje, no prédio do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, a Capital do Estado.

A trajetória de origem e desenvolvimento do MASC coincide com um momento de efervescência e dinamismo cultural que marcou a década de 40 no Brasil, quando foram criadas instituições de referência como o Museu de Arte de São Paulo (MASP), em 1947, e o Museu de Arte Moderna (MAM), no Rio de Janeiro, em 1948.

O Círculo de Arte Moderna (CAM), mais tarde conhecido por Grupo Sul, constituiu-se num antecedente histórico marcante para o então MAMF, ao trazer para a Florianópolis, em 1948, a "Exposição de Arte Contemporânea", juntamente com a presença de seu idealizador, o escritor carioca Marques Rebelo. Foi, a partir dessa mostra, acompanhada de palestras sobre arte contemporânea proferida pelo escritor, que nasceu o embrião do atual MASC.
Daquela época para este começo de século XXI, o MASC reuniu e disponibilizou ao público um diversificado e expressivo acervo de 1.775 obras de artistas nacionais e estrangeiros, com destaque também aos artistas catarinenses. Nas últimas décadas, o museu continua expandindo sua missão de socializar arte, cultura, prazer estético e conhecimento à comunidade, a visitantes e a turistas, por meio de exposições de curta duração do acervo, Salão Nacional Victor Meirelles, mostras temporárias, biblioteca, programas de visitação mediada, publicações e assessoria técnica.

O trabalho do MASC materializa-se por intermédio dos Núcleos de Arte-educação, Conservação e acervo, Exposições e montagem, Pesquisa, Documentação e Biblioteca, além das áreas de direção e administração. Conta também com o apoio , dos serviços do Atelier de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Atecor) e da Associação Amigos do Museu de Arte de Santa Catarina (AAMASC).

A atual gestão do Museu teve como principal desafio desenvolver e implementar o Plano Museológico do MASC, de acordo com o novo Estatuto de Museus (lei 11.904, de 14/01/2009). A equipe diretiva e técnica tem participado ativamente de um processo de qualificação e aperfeiçoamento visando dotar a instituição de um planejamento estratégico voltado cada vez mais para o papel contemporâneo e de vanguarda que cabe aos museus: o de serem um processo vivo a serviço da sociedade e do seu desenvolvimento; de estarem comprometidos com a gestão democrática e participativa; e constituírem-se em unidades de investigação, pesquisa, interpretação, mapeamento, documentação e preservação cultural.

A partir desta concepção filosófica e conceitual, o museu será um fórum permanente para o debate e a reflexão, contribuindo para a comunicação e a exposição dos testemunhos do homem e da natureza, com o objetivo de propiciar a ampliação das possibilidades de construção identitária e a percepção crítica acerca da realidade cultural. Museu idéia com novas áreas de respiro. Nesse contexto, recebe particular relevância o significado das iniciativas do MASC no campo da Ação Educativa, uma função crescentemente essencial nas ações dos museus. Por isto, até 2014, quando o Plano Museológico do MASC deverá estar concluído, o Museu manterá seu foco também na criação de comissões consultivas e curatoriais para políticas de acervo e a realização de exposições de longa duração, temporárias, de visitantes e itinerantes, utilizando seu espaço e suas atividades educativas para o fomento da interdisciplinaridade, da reflexão e da fruição sensível, inteligente e interativa da visualidade e das artes contemporâneas.

Lygia Helena Roussenq Neves
Administradora do Museu de Arte de Santa Catarina / MASC - dezembro de 2010

Seguem informações sobre o MASC, extraídas da obra "BIOGRAFIA DE UM MUSEU", editada em 2002.

UMA TRAJETÓRIA BRILHANTE

A história do Museu de Arte de Santa Catarina se confunde com uma das fases mais promissoras e efervescentes da produção cultural catarinense. Foi em 1949, quando a revista Sul deu voz e vez a um grupo de obstinados defensores da renovação literária e artística neste Estado, que surgiu o Museu de Arte Moderna de Florianópolis, resultado desse ainda incipiente movimento contra as amarras do passado e prêmio à clarividência do escritor Marques Rebelo, que no Rio de Janeiro moveu peças de que dispunha e ajudou a criar o primeiro choque de modernidade nas artes catarinenses.
A partir daí, com a literatura e as artes já afinadas com o resto do mundo, o Museu foi o ponto de encontro para as tertúlias, a referência pontual para o debate, o epicentro onde se geravam os manifestos, ideias e ideais de gente insatisfeita com a modorra e o conformismo locais. Foi com João Evangelista de Andrade Filho, José Silveira d'Ávila, Harry Laus e tantos outros que o MASC ganhou nome, disseminou o conhecimento, formou e reciclou artistas e construiu, com a paciência de quem amadurece, um acervo de invejável qualidade, padrão e diversidade, mesmo estando fora dos chamados eixos emissores da grande cultura nacional.
Hoje, aos 53 anos, o Museu de Arte de Santa Catarina frequenta a agenda de compromissos de artistas consagrados e, através do Salão Victor Meirelles, consta dos projetos e alimenta a ambição de jovens valores da arte brasileira por espaço e projeção. Suas mostras crescem cada vez mais em apuro e a listagem de pedidos de pauta já não se ajusta às datas disponíveis.
O coroamento de tão relevante trajetória precisaria, sem dúvida, contemplar o acervo, hoje com mais de 1.400 obras, com um catálogo que apresentasse tudo o que esconde esse tesouro encravado nas entranhas do Museu. É o que está contido no presente volume, elaborado, com carinho e minucioso empenho, por funcionários da casa e apoiado pela empresa Malwee Malhas, de Jaraguá do Sul, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.
Concluída mais esta etapa da história do MASC, resta-nos agradecer à equipe que elaborou a pesquisa e o registro fotográfico do acervo, às empresas pela visão e sensibilidade que demonstraram, e a todos os que atuaram e atuam no Museu. O sonho de Harry Laus, que em 1989 deu início ao processo que culmina com esta obra, está enfim realizado. Cabe a nós, os outros catarinenses, que se orgulham do Museu, lutar cada vez mais pela sua valorização.

Iaponan Soares
Diretor Geral da Fundação Catarinense de Cultura

Atualmente, com 53 anos, e dirigido pelo professor João Evangelista de Andrade Filho, o MASC tem um papel fundamental no desenvolvimento cultural catarinense e nacional.

A biografia do museu junta-se a este desenvolvimento, proporcionando às universidades e escolas, como também ao mundo artístico, um importante material de consulta histórica e didática, tendo como idealizador o escritor e crítico de arte Harry Laus.
A Malwee, considerando os objetivos do MASC, associa-se a este grande trabalho e com ele colabora, na certeza de assim retribuir o carinho que sempre recebeu da comunidade Barriga Verde.

A Malwee, num gesto de cidadania, abraça novamente a cultura catarinense.
Wander Weege
Diretor Presidente Malwee

APRESENTAÇÃO

É problemático o desenvolvimento do acervo dos museus de província. Em parte, pelo descompasso entre a sociedade, mais conservadora e despreocupada com os fatos da cultura, e a elite que deles se incumbe.
O MASC não foge à regra. Daí a irregularidade da sua coleção, cuja montagem não se deu em decorrência de critérios qualitativos, com respaldo de curadorias, orçamentos ou de mecenas, estes últimos escassos entre nós.
Optar por catálogo seletivo, que destinasse ao público apenas a "prata da casa", importaria em desconsiderar a história, a favor da estética e da propaganda. A publicação que ora chega aos usuários, na forma de catálogo geral, abrange a possibilidade de abrir-se para estudos sócioartísticos. Estes se direcionam mais à investigação sobre as possibilidades do ambiente cultural do que à pesquisa do gosto ou da "fortuna crítica" de uma produção. O material está aí. Oxalá as pesquisas se realizem.
Agradecimentos aos que colaboraram com esta obra de referência e que, pela praxe, deveriam figurar aqui na apresentação, foram assinalados em outro segmento dela. Não se abstenha o leitor de consultar a seção em que foram registrados.

TEXTO - João Evangelista de Andrade Filho - Administrador do MASC

FONTE http://www.masc.org.br/

quinta-feira, 23 de junho de 2011

festival náutico em itajaí

II SEMINÁRIO PORTA DO VALE

oficinas da Mostra de Cinema Infantil 2011

a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, na sua décima edição, está realizando Mostras Itinerantes para vários Municípios de Santa Catarina!
As cidades de Braço do Norte, Bombinhas, Mondaí, Araranguá, Tubarão, Laguna, Campo Erê, Fraiburgo, Santa Rosa de Lima, Barra do Rio Itajaí, Salto Veloso, Lontras, Lages e Formosa do Sul já estão agendadas para receber a programação infantil deste ano da Mostra.
Inscreva também o seu município e receba a Mostra de Cinema Infantil.
Abs
Luiza Lins
Atenção, inscrições só até hoje, garanta sua vaga!
Nas Oficinas Teóricas as inscrições são feitas na hora.

www.audiovisualmercosul.com.br

oficinas da Mostra de Cinema Infantil 2011

a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, na sua décima edição, está realizando Mostras Itinerantes para vários Municípios de Santa Catarina!
As cidades de Braço do Norte, Bombinhas, Mondaí, Araranguá, Tubarão, Laguna, Campo Erê, Fraiburgo, Santa Rosa de Lima, Barra do Rio Itajaí, Salto Veloso, Lontras, Lages e Formosa do Sul já estão agendadas para receber a programação infantil deste ano da Mostra.
Inscreva também o seu município e receba a Mostra de Cinema Infantil.
Abs
Luiza Lins
Atenção, inscrições só até hoje, garanta sua vaga!
Nas Oficinas Teóricas as inscrições são feitas na hora.

www.audiovisualmercosul.com.br

PHOLINFONIA CORUS

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Histórias para mudar o mundo...

A RIC, Rede Internacional de Contadores de Histórias, Convida para participar celebração da vida e da humanidade no dia 21 de junho(terça-feira)00:00 as 23:30hs em todo o planeta, Histórias para mudar o mundo, e posteriormente, em 21 de junho de cada ano.

Site: http://historiasparacambiarelmundo.com/
E-mail: red@cuentacuentos.eu

voce pode se juntar a esta festa da palavra

Histórias para mudar o mundo - Itajaí - Santa Catarina - Brasil


contos e cantos para pequenos e grandes
contar e cantar histórias com arte - Cláudia Regina Telles
neste 21 de junho de 2011 as 17:00 às 18:00 horas
na Praça Vital Ramos (praça da Igrejinha da Imaculada)
Centro - Itajaí - Santa Catarina - Brasil

contar e cantar histórias com arte
contandoecantandohistorias@gmail.com
http://contarecantarcomarte.blogspot.com/
(47) 9159-4220 ou 8424-0717

"Onde você pisa - Engenharia do habitat" - Exposição de curta duração

Exposição que revelará transformações geográficas da cidade e curiosidades descritas em lápis de cor, através de acervo fotográfico e obras do artista plástico Luiz Uberti, a partir dos patrimônios por ele desenhados.

Onde: Sub-solo do Museu Histórico de Itajaí (Endereço na contra capa)
Quando: 14 de junho - segue até dezembro.
Visitação: de terça a sexta, das 8 horas as 18 horas.
Entrada Franca

http://www.fgml.itajai.sc.gov.br/

33º NEMU - Encontro Regional do Núcleo de Estudos Museológicos da UFSC

NEMU acontece de 10 a 13 de julho de 2011

O NEMU – Núcleo de Estudos Museológicos da UFSC, criado pela Portaria n°. 008/PRCE/97, de 05 de dezembro de 1997, da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade Federal de Santa Catarina, é uma iniciativa em prol do aprimoramento dos trabalhadores dos museus catarinenses, reunindo-os regionalmente, para discussões e apoio mútuo na área da museologia. Os Encontros Regionais do NEMU/UFSC são realizados no primeiro e no segundo semestre, em diferentes municípios das regiões do estado, onde profissionais da área museológica ministram oficinas temáticas objetivando a informação necessária ao exercício das funções museológicas aos trabalhadores de museus.

Objetivando capacitar e instrumentalizar os trabalhadores de museus para aplicação de procedimentos técnicos museológicos no patrimônio local, promover o encontro de especialistas na área de museus e agentes culturais e divulgar as potencialidades locais, mostrando a sua história, cultura, gastronomia, folclore e o turismo local e regional, a cidade de Itajaí será sede do 33º Encontro Regional do Núcleo de Estudos Museológicos, de 10 a 13 de julho de 2011. O Encontro será aberto à participação de toda a comunidade.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

COLETA DE E-LIXO

FAM 2011

EXPOSIÇÃO SUBSTANTIVO FEMININO


É o nome da exposição de fotos que aborda o universo feminino dentro da tradição do BATUQUE DE UMBIGADA, realizado através de residencias artísticas desenvolvidas junto as mulheres ligadas a tradição, é um projeto de TATIANA DEVOS GENTILE e LAURA TAMIANA.

LOCAL - Espaço Cultural EDUCOMINICAMOS
rua - Rua Treze de Maio 449
Piracicaba SP ( Centro )
Maiores Informações 19-33029934/81974412
Email - educomunicamos@gmail.com

Bloomsday celebrações a James Joyce


Em 16 de junho de 1904, o então escritor novato James Joyce inicia, num passeio por uma praia da sua Irlanda natal, uma relação que jamais romperia com a mulher que se tornaria a mãe de seus filhos, Norma Barnacle. E é justamente essa a data escolhida pelo autor para contar a odisséia de um dia narrada em ULISSES, sua obra-prima (tema do dossiê da edição 2 de EntreLivros). Por isso, o sobrenome de Leopold Bloom, o personagem principal de ULISSES, acaba batizando o Bloomsday.

Mundialmente o Bloomsday é um grande evento organizado e celebrado em muitos países – trata de rememorar o trajeto de Leopold Bloom, personagem do livro que é considerado o ultimo romance moderno: Ulisses (1922) do irlandês James Joyce - um grande tratado a respeito da comunicação, estando estruturado sobre a troca de informações entre os personagens. O seu protagonista, Leopold Bloom, recolhe e distribui mensagens, sendo responsável pela manutenção da Internet joyciana.

Circuito Nacional de Feiras de Livro

Ministra anuncia hoje (15) criação de circuito que realizará 75 eventos em todo país em 2011
A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, anuncia nesta quarta-feira (15), às 15h, na Cinemateca de São Paulo, a criação do Circuito Nacional de Feiras de Livro. O projeto, elaborado numa parceria da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), vinculada ao Ministério da Cultura, e da Câmara Brasileira do Livro (CBL), prevê, em seu primeiro ano, a realização de 75 eventos de pequeno, médio e grande porte que acontecerão até dezembro em todo território nacional. A previsão dos organizadores é de, pelo menos, dobrar este número até 2014, com apoio de governos estaduais, prefeituras, entidades do livro e empresas de eventos.
Para estimular a expansão das feiras no país, o Ministério da Cultura preparou um pacote de apoio que vai beneficiar tanto novos eventos como aqueles que já existem. O governo federal estima que deve abrir mão, este ano, a título de renúncia fiscal, de cerca de R$ 35 milhões para empresas dispostas a patrocinar feiras de livro. Com a finalidade de ampliar o Circuito, as empresas poderão abater 100% dos investimentos em patrocínio a eventos literários que forem enquadrados na Lei Rouanet.
As feiras que fizerem parte do Circuito também poderão receber autores do Projeto Caravana de Escritores, que será lançado no segundo semestre pela Fundação Biblioteca Nacional. O apoio inclui a realização de seminários de formação para bibliotecários e professores, criação de Planos do Livro e Leitura nos estados e municípios e, ainda, projetos culturais de instituições como a Funarte, Ancine e Secretaria do Audiovisual.
O MinC também deve apoiar, com recursos do Fundo Nacional de Cultura, cidades e estados que investirem na realização de novas feiras de livro em localidades onde elas ainda não existem. Devem ser priorizados, inicialmente, os estados que estão criando seus Planos Estaduais do Livro e Leitura. Outra forma de apoio é orientar as prefeituras e governos estaduais na montagem da programação cultural e na criação de programas de aquisição de livros para bibliotecas, professores e alunos.
“As feiras de livro mobilizam as comunidades em torno da importância da leitura na sociedade e é grande oportunidade para aproximar autores e leitores”, afirma o presidente da FBN, Galeno Amorim. As feiras, segundo a presidente da CBL, Karine Pansa, representam o quarto maior canal para venda de livros, logo atrás das livrarias, bancas e sebos.
Segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto Pró-Livro e Ibope, 8,1 milhões de leitores compram livros nas feiras, gerando um movimento superior a R$ 100 milhões anuais. Os organizadores de feiras de livro estimam que mais de 10 milhões de adultos e crianças visitem as feiras realizadas no país.
Além da CBL, participam do Circuito Nacional de Feiras de Livro, como apoiadores, as diversas entidades do livro no Brasil como o Sindicato Nacional de Editores de Livros (SNEL), a Liga Brasileira de Editores (LIBRE),a Associação Nacional de Livrarias (ANL), a Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL), aAssociação Brasileira de Editores Universitários (ABEU), aCâmara Rio-Grandense do Livro e as câmaras regionais.
A Cinemateca de São Paulo fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino.
(Texto: Fábio Diegues, Ascom/FBN)
http://www.cultura.gov.br/site/2011/06/14/circuito-nacional-de-feiras-de-livro/

Salão Nordeste de Arte Popular Chico Santeiro

Inscrições abertas
Toda a expressão da arte popular, produzida em desenho, pintura, gravura, escultura e talha pelos artistas brasileiros e estrangeiros (que residam no Nordeste há mais de um ano) poderá ser exposta no Salão Nordeste de Arte Popular Chico Santeiro, promovido pela Secretaria Extraordinária de Cultura do RN e Fundação José Augusto. O Edital de Convocação e Premiação do Salão foi aberto no início de junho e as inscrições podem ser feitas até o dia 15 de julho. A Exposição e Premiação dos trabalhos será entre o período de 5 de agosto a 7 de setembro de 2011.
A definição de arte popular, de acordo com o pesquisador Deífilo Gurgel, “é a transformação que o artista do povo faz de sua vivência cotidiana, transfigurando-a, sob a sua ótica”. Para alguns estudiosos, a arte popular se distingue, por exemplo, do artesanato porque esse se interessa, sobretudo, à comercialização. Enquanto que no primeiro o que prevalecem são a força e o senso estético e criativo do artista.
O Salão Nordeste de Arte Popular Chico Santeiro selecionará 30 participantes e os três primeiros colocados receberão prêmios aquisitivos nos valores de R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, respectivamente para os primeiro, segundo e terceiro lugar. Os demais 27 participantes selecionados receberão R$ 500.

Mídia e Psicologia - Encontro Psicológico com Pedrinho Guareschi -

O CAPSY convida todos a participarem da palestra com o Professor Dr. Pedrinho Guareschi. Neste evento serão abordados assuntos relacionados ao tema Mídia e Psicologia.
O evento é gratuito e destinado aos acadêmicos de psicologia e de outros cursos, egressos, professores, profissionais da área e demais interessados.

A inscrição é gratuita e deve ser feita pelo site: www.univali.br/eventos

LOCAL: Teatro Adelaide Konder - UNIVALI
DATA: 17/06/2011 (Sexta-feira)
HORA: 08:00 ÀS 11:00
GRATUITAMENTE E COM CERTIFICADO DE HORAS PARA OS PARTICIPANTES.

ORGANIZAÇÃO: CAPSY - CENTRO ACADÊMICO DE PSICOLOGIA

Eclipse total da Lua Cheia



O sol se põe no horizonte (azimute 296°) 17:27
A Lua nasce no horizonte em eclipse total pleno (azimute 117°): 17:24
A Lua sai da sombra 19:02
A Lua sai da penumbra 20:00

Sobre o Eclipse
http://www.astronomia.org/2011/eclipseluna06.pt.html

Sobre os horários de nascente e poente do Sol e da Lua
http://www.apolo11.com/efemerides.php?uf=SC&cidade=SC+-+Florian%F3polis

terça-feira, 14 de junho de 2011

EVENTOS FUNDAÇÃO GENESIO MIRANDA LINS PARA SEMANA DO MUNICÍPIO DE ITAJAÍ 2011

Equipe da Fundação Genésio Miranda Lins preparou para a Semana do Município os seguintes eventos:
dia 11 (sábado) - 19h - Concerto com a Pianista Loraine Bellen Tatto - Salão Nobre do Museu Histórico de Itajaí - Rua Hercílio Luz, 681
dia 13 (segunda-feira) - 9 h - Lançamento do Informativo da Fundação Genésio Miranda Lins no Centro de Documentação e Memória Histórica -R. Lauro Müller, 335;
dia 13 (segunda-feira) - 18h30min - Abertura da exposição "Fundação Genésio Miranda Lins-35 anos" no Hall da Biblioteca Central Comunitária da Univali - Campus Itajaí - Rua Uruguai, 458,
dia 14 (terça-feira) - 9 h - Abertura da exposição "Onde você pisa - Engenharia do habitat" no Subsolo do Museu Histórico de Itajaí - Rua Hercílio Luz, 681

Telefones 3348.1886 / 9207.1092

sexta-feira, 10 de junho de 2011

POESIA DO DIA

Já que se há de escrever,
que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas.

Clarice Lispector

FAM 2011 - Florianópolis Audiovisual Mercosul!


notícias
> TV Digital é tema de congresso durante o 15º FAM
> Mostra Infantojuvenil tem produções de oito estados
> Mostra Catarinense terá nove produções do Estado
> Mostra Doc-FAM exibirá 11 documentários
> Mostra de Curtas Mercosul do FAM seleciona 25 produções

http://www.audiovisualmercosul.com.br/

VIDA BREVE - SITE DE CRÔNICAS

o escritor catarinense Carlos Henrique Schroeder estreia no site www.vidabreve.com, o site de crônicas mais bacana do país. E todas as quintas-feiras postará uma crônica lá!
Seus companheiros no Vida Breve são Rogério Pereira (segunda), Eliane Brum (terça), Fabrício Carpinejar (quarta), José Castelo (sexta), Mariana Ianelli (sábado) e Humberto Werneck (domingo).

Substitui Luís Henrique Pellanda, que passa a editar o site.
É um dos únicos sites de crônicas da América Latina de livre acesso!
Confiram e prestigiem!

No mar, veremos
Por: Carlos Henrique Schroeder

Ilustração: Roberto Lanznaster

O pintor Pierre Bonnard (1867-1947) foi reconhecido por retratar cores claras e luminosas, refletindo e captando pequenos detalhes sob um efeito emocional. O escritor irlandês John Banville usou a mesma clarividência para construir o romance O mar, uma obra enigmática e sombria, lançada no Brasil em 2008. Max Morden, protagonista do livro, tenta, inutilmente, terminar um ensaio sobre Pierre Bonnard, mas é assombrado a todo instante pelo passado, por seus pais ausentes (“cheios de rancores, na infância do mundo”), pela morte da esposa Anna (“o infortúnio, a doença, a morte prematura, tudo isso são coisas que acontecem com as pessoas legais, humildes, o sal da terra, e não com Anna, não comigo”) e por suas primeiras experiências eróticas.

Continue lendo www.vidabreve.com

Carlos Henrique Schroeder
www.carloshenriqueschroeder.com.br

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Revista Virtual Terreiro Contemporâneo.

Nosso orgulho é pelo conjunto. Colaboradores, equipe de produção e leitores (O Número Zero (0) teve mais de 1.000 visitas - sem divulgação - e com ótimos comentários e recomendações por parte dos leitores) fazem a revista que esperamos que muitos gostem.
Em nome da Companhia Rubens Barbot, da equipe da Revista Terreiro Contemporâneo e no meu próprio, muito obrigado a todos e o convite para fazer uma visita a esta iniciativa.

www.revistaterreirocontemporâneo.blogspot.com

EXPOSIÇÕES

O Museu Universitário de Arte convida para a abertura das exposições:

- “Cartazes – Grandes Formatos” de Osvaldo Carvalho Rio de Janeiro, RJ.
Mestre em Poéticas Visuais pela ECA-USP.

- “Tônico milagroso para males contemporâneos” de João Henrique Lodi Agreli
professor da área de mídias contemporâneas do
curso de Artes Visuais da Universidade Federal de Uberlândia – UFU.
“A proposta poética discute como a publicidade faz parte de nossa
contemporaneidade e de como ela pode inventar problemas e
prometer soluções milagrosas que com certeza não são aquelas que nos
fizeram entender e que esperamos, ou seja, as respostas
sempre estão escondias nas entrelinhas, nos percalços técnicos e
tecnológicos das entrelinhas miúdas da realidade.”

- “Panóptico” de Douglas de Paula, professor do Curso de Artes Visuais da
Universidade Federal de Uberlândia.
Panóptico trabalha com imagem interativa, o artista convida o público a
apreciar as características mais essenciais das imagens
geradas por computador. Busca resgatar talvez o mais infantil dos gozos:
descobrir uma nova forma a cada ângulo pelo qual se pode
ver um brinquedo entre as mãos.”

Local: Museu Universitário de Arte – MUnA – Praça Cícero Macedo, 309 –
Fundinho – Uberlândia/MG
Data da abertura: 04 de junho de 2011-05-26
Horário: 10h30
Fala dos artistas: 11h
Período de Visitação: 06 de junho a 12 de agosto de 2011

LEANDRO FORTES

06 de Junho - Segunda - 21:00
AFRO JAZZ
ANDRÉ FM - percussão
UBROTHER - percussão
MAYCON DE SOUZA - sax alto
RAFAEL CALEGARI - baixo
LEANDRO FORTES - guitarra

Local: Blackswan Pub
Rua Manuel Severino de Oliveira, 592 Florianópolis SC

----------------

07 de Maio - terça - 21:00

VERÔNICA KIMURA - voz
RAFAEL CALEGARI - baixo
DENNY - bateria
LEANDRO FORTES - violão

Local: Blackswan Pub
Rua Manuel Severino de Oliveira, 592 Florianópolis SC

--------------

09 de Junho - Quinta - 18:30
GRUPO JASMINEIRO:
FÁBIO CARLESSO - guitarra
LEANDRO FORTES - violão
RAFAEL CALEGARI - baixo acústico

Local: Uai de Minas
Rod. Dr. Ant. Luiz Moura Gonzaga, 1167 - Porto da Lagoa
Florianópolis, Brazil

--------------

13 de Junho - segunda - 21:00

GUINHA RAMIRES - violão
CARLOS RIBEIRO JÚNIOR - baixo
LEANDRO FORTES - guitarra
MAURO BORGHEZAN - bateria

Local: Blackswan Pub
Rua Manuel Severino de Oliveira, 592 Florianópolis SC

--------------------

16 de Junho - quinta - 18:30
GRUPO JASMINEIRO:
FÁBIO CARLESSO - guitarra
LEANDRO FORTES - violão
RAFAEL CALEGARI - baixo acústico

Local: Uai de Minas
Rod. Dr. Ant. Luiz Moura Gonzaga, 1167 - Porto da Lagoa
Florianópolis, Brazil

----------------

19 de junho - domingo - 15:00
II MOSTRA DE CULTURA COMUNITÁRIA

Local: UFSC

-----------------

20 de Junho - segunda - 21:00
Quarteto com:
TATU - piano
ISRAEL REINALDO - bateria
CARLOS RIBEIRO JÚNIOR - baixo
LEANDRO FORTES - guitarra

Local: Blackswan Pub
Rua Manuel Severino de Oliveira, 592 Florianópolis SC

--------------

21 de Junho - terça - 20:30
Quarteto com:
SÉRGIO COELHO - trombone
MAURICI RAMOS - bateria
CARLOS RIBEIRO JÚNIOR - baixo acústico
LEANDRO FORTES - guitarra

Local: The Double Seven
Rua Bocaiúva, 2198 - Centro - Florianópolis SC

--------------


23 de Junho - quinta - 18:30
JAZZ MINEIRO
FÁBIO CARLESSO - guitarra
LEANDRO FORTES - violão
RAFAEL CALEGARI - baixo acústico

Local: Uai de Minas
Rod. Dr. Ant. Luiz Moura Gonzaga, 1167 - Porto da Lagoa Florianopolis

--------------------

27 de junho - segunda - 21:00
LEANDRO FORTES SEXTETO
GIANN THOMASI - sax tenor
MAYCON DE SOUZA - sax alto
PIMENTA - piano
MAURO BORGHEZAN - bateria
RAFAEL CALEGARI - baixo acústico
LEANDRO FORTES - guitarra

Local: Blackswan Pub
Rua Manuel Severino de Oliveira, 592 Florianópolis SC

--------------------


28 de Junho - terça - 20:30
Quarteto com:
TATU - piano
RAFAEL CALEGARI - baixo
MAURO BORGHEZAN - bateria
LEANDRO FORTES - guitarra

Local: The Double Seven
Rua Bocaiúva, 2198 - Centro - Florianópolis SC

--------------

30 de Junho - Quinta - 18:30
GRUPO JASMINEIRO:
FÁBIO CARLESSO - guitarra
LEANDRO FORTES - violão
RAFAEL CALEGARI - baixo acústico

Local: Uai de Minas
Rod. Dr. Ant. Luiz Moura Gonzaga, 1167 - Porto da Lagoa
Florianópolis, Brazil

Dia da Terra

O Dia da Terra foi criado pelo senador estadunidense Gaylord Nelson, no dia 22 de Abril.
Tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.
História
O evento foi à culminação de uma série de tendências que começaram nos anos 50 em que os cientistas começaram notar como a industrialização impactava o ecossistema da Terra. Então, em 1962, o livro inovador de Rachel Carson "Silent Spring", que documentou os efeitos dos inseticidas no ambiente, causou uma sensação internacional e conduziu-a eventualmente à proibição do DDT nos Estados Unidos.
Em 1970, a preocupação com o crescimento populacional, a fome em massa, a poluição do ar e da água o grupo se uniu em um movimento para apoiar um ambiente mais limpo e saudável.
Tudo isto e mais esta no filme "Earth Days", que foi mostrado em PBS'American Experience em 19 de abril Dirigido por Robert Stone o filme mostra não somente como o movimento verde começou, mas os sucessos e falhas desde o dia seminal em 1970.
"O que nós estávamos tentando fazer é criar uma consciência pública totalmente nova que causasse a mudanças das regras do jogo" disse Denis Hayes, coordenador nacional do Dia da Terra.
Hayes é um dos ativistas ambientais chaves de uma dúzia, entrevistados no documentário Miller-McCune.E com mais três deles pediu para avaliar o estado do ambientalismo em 2010
• Paul Ehrlich foi o autor do livro best-seller "A bomba da população" em 1968 É atualmente o professor de estudos de população e presidente do "Centro de biologia da conservação na Universidade de Stanford".
Stephanie Mills tornou-se famosa graças a um discurso de abertura 1969 do seu colégio, "O futuro é uma farsa cruel".Ela é editora e escritora filiada ao "Planned Parenthood" e atualmente é uma defensora de bio-regionalismo, um movimento, dedicado a culturas sustentáveis e locais.
Denis Hayes era o organizador principal do dia de terra original. Desde então Incentiva a Energia Solar e continua a presidir o conselho da rede internacional do "Dia de terra"
A primeira manifestação teve lugar em 22 de abril de 1970. Foi iniciada pelo senador Gaylord Nelson, ativista ambiental, para a criação de uma agenda ambiental. Para esta manifestação participaram duas mil universidades, dez mil escolas primárias e secundárias e centenas de comunidades. A pressão social teve seus sucessos e o governos dos Estados Unidos criaram a Agência de Proteção Ambiental (Environmental Protection Agency) e uma série de leis destinadas à proteção do meio ambiente.
Em 1972 celebrou-se a primeira conferência internacional sobre o meio ambiente: a Conferência de Estocolmo, cujo objetivo foi sensibilizar os líderes mundiais sobre a magnitude dos problemas ambientais e que se instituíssem as políticas necessárias para erradicá-los.
O Dia da Terra é uma festa que pertence ao povo e não está regulada por somente uma entidade ou organismo, tampouco está relacionado com reivindicações políticas, nacionais, religiosas ou ideológicas.
O Dia da Terra refere-se à tomada de consciência dos recursos na naturais da Terra e seu manejo, à educação ambiental e à participação como cidadãos ambientalmente conscientes e responsáveis.
No Dia da Terra todos estamos convidados a participar em atividades que promovam a saúde do nosso planeta, tanto a nível global como regional e local.
"A Terra é nossa casa e a casa de todos os seres vivos. A Terra mesma está viva. Somos partes de um universo em evolução. Somos membros de uma comunidade de vida independente com uma magnífica diversidade de formas de vida e culturas. Sentimo-nos humildes ante a beleza da Terra e compartilhamos uma reverência pela vida e as fontes do nosso ser..."
Surgiu como um movimento universitário, o Dia da Terra converteu-se em um importante acontecimento educativo e informativo. Os grupos ecologistas utilizam-no como ocasião para avaliar os problemas do meio ambiente do planeta: a contaminação do ar, água e solos, a destruição de ecossistemas, centenas de milhares de plantas e espécies animais dizimadas, e o esgotamento de recursos não renováveis. Utiliza-se este dia também para insistir em soluções que permitam eliminar os efeitos negativos das atividades humanas. Estas soluções incluem a reciclagem de materiais manufaturados, preservação de recursos naturais como o petróleo e a energia, a proibição de utilizar produtos químicos danosos, o fim da destruição de habitats fundamentais como as florestas tropicais e a proteção de espécies ameaçadas. Por esta razão é o Dia da Terra.
Este dia não é reconhecido pela ONU.
.
http://www.earthdaysmovie.com

MANIFESTO EM DEFESA DA CULTURA E DAS ENTIDADES CULTURAIS BRASILEIRAS

Pela aprovação de mudanças na LDO / Lei de Diretrizes Orçamentárias 2012 permitindo a celebração de convênios entre entidades privadas e o MINC – Ministério da Cultura para a realização de eventos culturais

Para ler o Manifesto e ver a lista atualizada de subscrições acessem

http://culturadigital.br/cbcinema/?p=1658

XV Congresso Brasileiro de Folclore

PROGRAMAÇÃO SESC - CULTURA JUNHO 2011

O que: Sarau Literário Espetáculo Palavra Muda (Literatura) – LIVRE
Quando: 10/06 sexta, às 20h.
Onde: Mercado Público de Itajaí
Quanto: Gratuito

A performance “Palavra Muda” nasce da vontade de experimentar a poesia em seu estado mais próximo do visual e sonoro, vários dos textos foram concebidos especialmente para a performance de maneira a se integrarem melhor com a proposta desta linguagem, e variam da prosa à poesia. O projetor é utilizado como recurso visual, agregando imagens, cores e novos tons à leitura poética. A sonoplastia é executada ao vivo por Patrícia Vianna fazendo uso da voz e de Viola Erudita. Os textos são de autoria de Sebastião Paulo Do Aragão e Leandro De Maman.
_______________________________________________________________________

O que: Circuito SESC de Música ANA PAULA DA SILVA E CHICO SARAIVA – LIVRE
Quando: 10/06 sexta, às 21h.
Onde: Mercado Público de Itajaí
Quanto: Gratuito

O show é baseado nas composições de Saraiva e apresenta também canções de Ana Paula da Silva, toadas do folclore brasileiro e obras imortais do nosso cancioneiro, tais como “Assentamento” (Chico Buarque/Guimarães Rosa), “Morro Velho” (Milton Nascimento) e “Sussuarana” (Hekel Tavares/Luiz Peixoto). Na cenografia, fotos e vídeos de artesanato e de festas populares do Brasil.

Mais informações: Setor de Cultura SESC-Itajaí-SC - Fone: (47)3349-4096 / 9946-3388

"Livros em Ribeirão" - crônica, Diário Catarinense, 08/jun/2011

Confesso, antes mesmo de ser torturado: fui semana passada ao interior paulista em viagem inteiramente bancada pelo contribuinte. Quer dizer, quase inteiramente bancada, porque tive que pagar a média com leite e um salgado que foi meu café da manhã no aeroporto de Viracopos, em Campinas (pois precisei sair de casa, na Ilha, por volta das seis e meia da matina), e desembolsar o custo das 37 horas em que meu carro repousou no estacionamento do aeroporto Hercílio Luz. E sim, claro, não gozei de diárias ou compensações outras.

Não se computa, nessa conta, o investimento feito durante a 11ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto: não há desgraça nem prazer maior para um escritor do que ver-se enfiado no meio de uma feira de livros: ele jamais sairá dali sem uma sacola repleta de livros.

Pois bem: o povo catarinense pagou para que eu fosse a Ribeirão, a mim e a mais oito ou nove escritores da terra, porque Santa Catarina foi o estado homenageado desta edição da Feira (como já havia acontecido em 2009 na 55ª Feira do Livro de Porto Alegre, a maior do País - esta é a segunda). A comunicação da homenagem ocorreu em fevereiro, quando a prefeita ribeirão-pretana reuniu-se aqui com o governador barriga-verde. Na oportunidade, Raimundo Colombo assegurou sua presença na abertura solene do evento.

Correm lendas por aí segundo as quais o nosso governador não consegue dormir em voo. Assim, cada viagem sua ao exterior renderia dois dias de prejuízo ao contribuinte por causa das recuperações governamentais na ida e na volta. Como ele teria chegado em São Paulo de viagem à Europa na manhã da abertura, seu deslocamento a Ribeirão ficaria inviabilizado. O fato é que ele não foi à inauguração da Feira, conforme prometera e agendara, quando daria uma palestra e uma demonstração eloquente de que, finalmente, tínhamos um governador que se interessa por livros e literatura. Não sucedeu assim, e supõe-se que haja justificativas para tal.

Se o governador não foi, decerto iria o vice, substituto legal em seus impedimentos. Mas o vice também não foi. Não indo o vice, terá ido ao menos o secretário de Turismo, Cultura e Esporte. Mas o secretário, solidário ao chefe, igualmente faltou. Sobrou o diretor geral da Secretaria. Este foi, mostrando a que nível está relegada a Cultura em Santa Catarina, mas quem defendeu as cores do Estado, numa palestra brilhante e didática, foi o jornalista Moacir Pereira, autor de diversos livros.

Mas isso não é nada. O estande especial do Estado foi montado pela Santur, do Turismo, que tem vasta experiência em feiras, e o fez muito bem. A FCC, da Cultura, omitiu-se ou foi omitida do evento e o seu presidente apareceu na abertura da Feira, e só. Sequer os livros premiados e publicados pelo Estado no bissexto Concurso Cruz e Sousa estavam disponíveis.

Pior: numa feira de livros, nenhuma obra de autor catarinense pôde ser vendida porque não havia estrutura para isso num estande forrado de belas imagens das atrações turísticas do Estado. Livros, lá, fizeram parte da decoração, como elementos coadjuvantes de uma estante, com suas lombadas viradas para o distinto público.

Com mais de 600 atrações, de palestras literárias e encontros com escritores até apresentações musicais - sem uma única dupla pseudossertaneja que fosse -, não foi programada a participação de catarinense algum nos debates.

É assim que se desperdiçam oportunidades raras, valiosíssimas, e se joga fora o rico dinheirinho do contribuinte.

Amilcar Neves é escritor com oito livros de ficção publicados.

terça-feira, 7 de junho de 2011

POESIA DO DIA

A utopia está lá no horizonte.
Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos.
Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos.
Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei.
Para que serve a utopia?
...Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar".

Eduardo Galeano

Enecult 2011

O Encontro de Estudo Multidisciplinares em Cultura (Enecult) acontecerá esse ano em Salvador/ BA, no período de 3 a 5 de agosto de 2011.
O evento promove a interlocução entre centenas de pesquisadores, professores, estudantes universitários e profissionais vinculados ao campo cultural, através da exposição de estudos em cultura realizados no país e na Ibero-América, nas mais diversas áreas do conhecimento.

As inscrições para participação do evento estão abertas até o dia 30 de junho. Para mais informações, acesse: www.enecult.ufba.br

Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso

O Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso, incentiva o hábito da leitura e expressão autoral através da escrita. Os participantes interagem com os temas escolhidos a cada edição, acessando conteúdos e bibliografia especialmente selecionados.
Os autores dos melhores textos são reconhecidos durante evento cultural em São Paulo e com a publicação de obra coletiva, distribuída a todos os participantes. Realizado via web e com abrangência nacional, é aberto às escolas públicas e particulares de todos os níveis da educação, ONGs e bibliotecas. As inscrições vão até 30 de junho.
Além das categorias Ensino Fundamental, Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Professores, há, nesta edição, a participação de profissionais de biblioteca (bibliotecários, auxiliares de biblioteca e promotores de leitura) e educadores sociais (educadores de projetos sociais, educacionais).
Todos podem entrar nesta roda, trazendo os mais variados tipos de textos (poesias, memórias, cartas, diálogos, páginas de diário, narrativas, artigos de opinião e outros).

Informações: http://www.ecofuturo.org.br/concursocultural-comoparticipar

2º Festival Nacional de Teatro de Pontos de Cultura

O Ponto de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos, do estado do Piauí, está recebendo inscrições de grupos de teatro de Pontos de Cultura de todo o país até o dia 20 de julho para o 2º Festival Nacional de Teatro de Pontos de Cultura. O evento será realizado de 25 a 29 de outubro, na cidade de Floriano. O objetivo é valorizar o artista que se encontra fora do eixo do mercado de trabalho e aumentar o nível artístico da produção brasileira, concebidas a partir das atividades e ações desenvolvidas nos Pontos de Cultura, além de tornar visíveis as encenações teatrais produzidas, criando novos espaços para apresentações de espetáculos.
Os gêneros apresentados no Festival serão adulto, infantil, monólogos e bonecos de rua. As encenações serão feitas em teatros fechados, nas ruas da cidade e em espaços alternativos. As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.escalet.com.br Com o apoio do Ministério da Cultura, através da Secretaria de Cidadania Cultural e Fundação Nacional de Arte, Programa BNB de Cultura, BNDES e Governo do Estado Piauí, o evento é uma realização do Pontão de Cultura “Cultura Viva ao Alcance de Todos” e do Grupo Escândalo Legalizado Teatro.

Mais informações pelos e-mails grupoescalet@yahoo.com.br iracicosta23@yahoo.com.br ou pelos fones (89) 3522 0804 - 9419 1808 - 9978 6996.

Frequentar museus e teatro melhora a saúde

publicado na revista Journal of Epidemiology and Community Health indica que consumir produtos culturais faz bem para a saúde. Pessoas que visitam museus e teatros têm saúde melhor até do que as que pintam e tocam instrumentos musicais.
A investigação foi coordenada por cientistas noruegueses e foi realizada com mais de 50 mil adultos. Tanto homens quanto mulheres que tocam instrumentos musicais, pintam e vão a teatro e museus em seu tempo livre têm saúde melhor e são menos propensos a sofrer de ansiedade e depressão. O efeito de bem-estar, entretanto, foi mais notado em quem se interessa por produtos culturais do que pelos que realizavam atividades criativas.

Os resultados mostraram que quanto maior o número de atividades culturais, maior eram os níveis de saúde e bem estar.

MinC abre diálogo com a juventude rural pela primeira vez e levará para o campo Cines Mais Cultura

O Ministério da Cultura assinará um convênio com a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) para a instalação de Cines Mais Cultura em 18 centros sindicais espalhados por todo o país. Esta é uma das ações que o Ministério da Cultura levará para os jovens da área rural, segmento que será, pela primeira vez, beneficiado com políticas culturais do governo federal. A instalação dos Cines Mais Cultura foi uma das reivindicações do Movimento Grito da Terra Brasil 2011, promovido pela Contag, que, no dia 12 de maio, foi recebido pela ministra da Cultura Ana de Hollanda, por meio de uma comissão de jovens rurais. Na próxima semana, o MinC voltará a se reunir com os representantes da Contag para discutir os termos do convênio a ser celebrado para a implantação dos Cines Mais Cultura.

A ação disponibilizará equipamentos audiovisuais de projeção digital, obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil e oficina de capacitação cineclubista.

Leia mais http://www.cultura.gov.br/site/2011/05/27/juventude-rural/

Feira do Livro em Canoas/RS

De 04 a 19 de junho a cidade de Canoas recebe os leitores para a 27ª Feira do Livro. A feira será realizada no Calçadão e na Praça da Bandeira. No dia 18 de junho, Clara Cristina Zitkoski, assessora do Programa Nacional de Apoio à Cultura - PRONAC, da Regional Sul do Ministério da Cultura realiza palestra sobre Lei Rouanet.

Ibram participa do V Encontro Ibero-americano de Museus

As políticas de proteção de patrimônio museológico e de repatriação de bens culturais serão tema de debate no V Encontro Ibero-americano de Museus, que acontece de 8 a 10 de junho na Cidade do México. O objetivo deste ano é procurar o alinhamento das políticas e promover a cooperação na área dos museus e da museologia da Ibero-América. Veja a programação
Participam representantes de 18 países ibero-americanos. O Brasil será representado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC). O presidente do instituto, José do Nascimento Junior (que também preside o programa Ibermuseus) participa da mesa “Cooperación internacional y redes: hacia un trabajo global”. O coordenador de Patrimônio Museológico do Ibram, Cícero Almeida, participa da mesa “Circulación y movimiento de colecciones: aspectos relativos a su registro y preservación”.
O encontro é coordenado pelo Conselho Nacional para a Cultura e as Artes (Conaculta) conjuntamente com o Instituto Nacional das Belas Artes (INBA) e o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) no México, e pelo programa Ibermuseus, com apoio da Secretaria Geral Ibero-americana (Segib) e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI). A Unesco também estará representada.

Retiro de palhaço com Marcio Libar

O Ospália estará realizando do dia 23 até o dia 29 de julho um retiro de palhaço com o palhaço, ator e diretor Marcio Libar (Rio de janeiro – RJ).
As inscrições estão abertas até o dia 31 de junho e as vagas são limitadas.
Mais Informações pelo e-mail ospalia@gmail.com

A Nobre Arte do Palhaço
Oficina - "O coração do palhaço é uma flor e o palhaço nasceu para doar essa flor para o mundo"
O trabalho aqui apresentado visa, através do conteúdo apresentado por Márcio Libar, o desenvolvimento social e humano, nas relações pessoais, profissionais e sociais.
Márcio Libar escolhe o perdedor como a sua maneira de definir o palhaço.
A aceitação da certeza de que vamos perdendo cada vez mais com o passar dos anos, é a única possibilidade de rir de si mesmo e da seriedade dos outros, entendendo sua condição, sem auto-piedade.
A oficina não aborda o palhaço a partir da perspectiva do circo ou do teatro e sim sobre a sua condição de arquétipo da humanidade. Esse arquétipo encerra a luta entre “autoridade e rebeldia”, pois desde que o homem passa a viver em sociedade, vive o eterno conflito entre:
“Ser quem realmente se é ou aquilo que querem que você seja”
O palhaço é “o idiota” e é feliz nesse mundo justamente por ser “o idiota”, por não fazer parte do mundo dos que se arrogam a ser mais inteligentes e espertos que os outros.
É um processo bastante divertido e apresenta dificuldades no campo psicológico, pois o primeiro contato com nossas fragilidades e fraquezas é de fato doloroso. A oficina trabalha como resultante no processo de aceitação dessa dificuldade.
“Ri melhor, quem ri de si”

Marcio Libar é Palhaço, Ator e Diretor. - Suas ações se extendem para o campo pedagógico através de suas oficinas e para o campo da arte através da produção de conhecimento e produtos culturais. Atualmente é Diretor Artístico do Teatro Maria Clara Machado - Planetário da Gávea, onde mantém seu ateliê de criação, além de se dedicar a formação de sistemas livres de gestão artística à exemplo dos projetos Clube Teatro e TV Mobile de Humor. Considerado um dos maiores produtores de conteúdos relacionados a cultura e ao desenvolvimento humano, na atualidade, seu trabalho como artista vai além da exploração da cena como ator. Há também o aspecto didático e pedagógico que contribui para o desenvolvimento pessoal de seus atores. Sua oficina vem atraindo também grandes nomes do coorporativo, a procura de auto conhecimento através da filosofia do palhaço.

Ospália - www.ospalia.blogspot.com
Fone- (47)9946-6070(TIM) - Charles

CONFIRA AS ATUALIZAÇÕES DO BLOG


mostras de cinema - direito autoral - cineclubismo
http://cineclubeartepoesiadoolhar.blogspot.com/

II Fórum Sobre Bibliotecas Públicas: Serviços de Informação e Mediação de Leitura

A Coordenação Geral do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas - CGSNBP, da Fundação Biblioteca Nacional - FBN, realizará no período de 08 e 09 de agosto de 2011, no XXIII CBBD - Maceió/AL, o I I Fórum sobre Bibliotecas Públicas: serviços de informação e mediação de leitura. No período de 28/04 a 27/05 do corrente, a CGSNBP/FBN estará recebendo
trabalhos voltados para o tema do evento: “Serviços de informação e mediação de leitura”, contendo os subtemas: 1) Serviços de informação para a comunidade; 2) Mediação de leitura nas bibliotecas públicas Remeter trabalho para o e-mail: cgsnbp@bn.br e por sedex para: Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas/Fundação Biblioteca Nacional - Rua da Imprensa, 16/11º andar - Centro 20030-120 - Rio de Janeiro/RJ. O resultado será divulgado no dia 10 de junho no site http://www.bn.br/snbp e remetido por email para os autores. http://www.bn.br/portal/arquivos/doc/NORMAS.doc www.bn.br

Oficina: Proteção e Manutenção de Bens Culturais

A Associação de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais em Curitiba/PR abre inscrições para a realização de duas oficinas sobre proteção e manutenção de bens culturais.
As oficinas serão realizadas de 01 a 17 de junho. O projeto tem como meta capacitar 40 profissionais atuantes na área de patrimônio cultural, fornecendo orientação metodológica para a proteção e a manutenção de bens culturais, para atuarem dentro da Instituição e como multiplicadores de conhecimento em prol da preservação e conservação do patrimônio cultural.

Mais informações: http://www.arcoit.com.br/ O curso será realizado Museu Paranaense-Curitiba/PR.

TV Digital será tema de congresso durante o 15º FAM

A expansão da cultura audiovisual por meio digital será tema de congresso no transcorrer do 15º Florianópolis Audiovisual Mercosul - FAM 2011, que acontece de 24 de junho a 1º de julho, no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina.
Idealizado dentro do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (EGC) da UFSC, o 1º Congresso de TV Digital do Mercosul, que será realizado nas manhãs dos dias 27, 28 e 29 de junho, também no Centro de Eventos, pretende contribuir no processo de desenvolvimento da TV Digital aberta brasileira e dos demais países do bloco por intermédio de palestras e debates com especialistas no assunto.
O tema geral do congresso é “Criando, gerindo e disseminando conteúdos e serviços em TV Digital”, e os subtemas abordados serão: Produção de Conteúdos Digitais; Multiplataformas e Convergência; Modelos de negócios, Serviços em TVD e Financiamentos. Mais informações podem ser obtidas através do site http://tvdi.egc.ufsc.br ou pelos fones (48) 3721-7117 e 3721-7126, com Betita ou Kamil. http://www.audiovisualmercosul.com.br

Guia dos Museus Brasileiros disponível na internet

O Guia dos Museus Brasileiros já está disponível para consulta e download no site www.museus.gov.br. Elaborado pelo Ibram/MinC, o guia traz dados sobre ano de criação, situação atual, endereço, horário de funcionamento, tipologia de acervo, acessibilidade, infraestrutura para o recebimento de turistas estrangeiros e natureza administrativa de mais de 3 mil museus já mapeados pelo Ibram em território nacional.
As informações foram organizadas de modo a facilitar a consulta pelo usuário. Os museus estão divididos por região, estado e município. Ao final da publicação, um índice remissivo relaciona os nomes de todas as instituições – um total de 3.118 museus, incluindo 23 museus virtuais.
O Guia é o primeiro produto editorial do Cadastro Nacional de Museus, do Ibram. A expectativa é de que ele facilite o acesso do público aos acervos brasileiros e promova a difusão de informações sobre o setor museal no país. A versão impressa da publicação, com cerca de 600 páginas, foi lançada em 18 de maio (Dia Internacional dos Museus) pelo Ibram e será distribuída aos museus que integram a publicação. A reprodução dos conteúdos é permitida, desde que citada a fonte.

2º Cena do Interior RS em Porto Alegre

A primeira temporada de apresentações do 2º Cena do Interior em Porto Alegre - CINPOA ocorre até o dia 17 de junho na Sala Carlos Carvalho, da Casa de Cultura Mario Quintana, Rua dos Andradas, 736. Todos são convidados a apreciar e conhecer os diversos trabalhos apresentados de grupos do interior gaúcho promovendo intercâmbio entre artistas e público, além de destacar e divulgar novos talentos.

Nos dias 2 e 3 de junho, às 20h - Amor Angular, Grupo de Teatro Art & Vida - Rosário do Sul. Nos dias 7, 8, 9 e 10 de junho, às 20h - Amor & Comédia, Grupo Cidade em Cena Produções - Três Coroas; dias 14, 15, 16 e 17 de junho, às 20h - Diário de um bonitão, Grupo CIA da Cidade - Passo Fundo .

Informações: www.satedrs.org.br ou pelo telefone (51) 3226-1921

Sarau Boca de Cena

Exposição “Bestiário” de Mayer Filho


Galeria Municipal de Artes de Itajaí recebe exposição “Bestiário”, de Mayer Filho, a partir do dia 9 de junho, quinta-feira, a galeria de artes da Fundação Cultural de Itajaí receberá a exposição “Bestiário”, do artista itajaiense Meyer Filho. A exposição ficará aberta à visitação até o dia 9 de julho, em horário comercial (das 8h às 12h e das 14h às 18h), com entrada franca.

Na abertura da exposição, que acontecerá às 20h, será distribuído gratuitamente o catálogo da mostra e haverá o lançamento de um livro referência de Meyer Filho, “Exercício de Imaginação”, organizado por Sandra Meyer, Kamilla Nunes e Teresa Siewerdt, com apoio do Funcultural.

Na exposição serão apresentadas 39 obras do artista, entre desenhos, aquarelas e pinturas. Haverá desde desenhos do Boi de Mamão de 1954, pinturas do final dos anos 80, como os famosos galos, paisagens da Ilha de Santa Catarina e desenhos de animais híbridos, que o artista criou durante toda a sua carreira.

“Ninguém entra duas vezes no mesmo livro”

Hora terça, 7 de junho · 19:00 - 22:00

--------------------------------------------------------------------------------

Localização Biblioteca SESC Itajaí

Mais informações O que: Ninguém entra duas vezes no mesmo livro - Guia de Leitura (Literatura) – 12 anos
Quando: toda terça-feira de junho (07, 14, 21, 28/06) às 19h
Onde: SESC Biblioteca
Quanto: Gratuito

Através do projeto (cujo nome realça a capacidade do texto em se modificar e modificar o leitor a partir do primeiro contato), será possível divulgar a literatura, dos clássicos aos contemporâneos, mas principalmente enriquecer o pensar dos participantes, debatendo estruturas literárias (principalmente o conto) e, em coletivo, interpretar os textos de formas diferenciadas.

domingo, 5 de junho de 2011

05 de junho Dia Mundial do Meio Ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi criado pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1972, marcando a abertura da Conferência de Estocolmo sobre Ambiente Humano.

Desde então no dia 05 de Junho é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, que chama a atenção e ação política de povos e países para aumentar a conscientização e a preservação ambiental.


Este Ano o tema do Dia Mundial é: “Seu planeta precisa de você: Unidos contra as mudanças climáticas”. Ele mostra que nações atuem de maneira harmônica para fazer frente às mudanças climáticas, para manejar adequadamente suas florestas e outros recursos naturais e para erradicar a pobreza.

Este ano o México será a sede mundial das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, o que reflete o engajamento dos países da América Latina e Caribe na luta contra as mudanças climáticas e na transição para uma sociedade de baixo carbono.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Viveiro Fazenda Nativa terá programação especial para a Semana do Meio Ambiente

Inicia na próxima segunda-feira (30) a XVI Semana do Meio Ambiente de Itajaí realizada pela Famai em parceria com o Porto de Itajaí. O Viveiro Fazenda Nativa terá uma programação especial para toda comunidade com exibição de filme educativo sobre a Mata Atlântica, trilha ecológica no Parque da Atalaia, plantio com objetivo de neutralização de CO2 e exposição do artista Plástico Rafael Zaca “Arte com Pneus”.

De segunda a sexta-feira alunos da rede Municipal de Ensino participarão da sessão cinema onde será exibido o filme “Guardiões da Biosfera” com o tema Mata Atlântica, um grande momento para conhecer um pouco mais sobre a importância da Floresta e sua vasta Biodiversidade e praticar o aprendizado durante a visitação da estufa que conta com mais de 100 espécies nativas da Mata Atlântica. Ao final das atividades uma confraternização na casa da árvore.

As trilhas Ecológicas ocorrerão no Parque da Atalaia, os grupos terão a oportunidade de conhecer e aprender sobre a importância das Unidades de Conservação sua flora e fauna e apreciar a belíssima vista da cidade de Itajaí durante a visitação ao Mirante Água.

Na quarta-feira (01) além da Trilha Ecológica será realizado plantio de mudas de espécies Nativas da Mata Atlântica com o objetivo de neutralizar as emissões de CO2 (Dióxido de Carbono) da Câmara de Vereadores de Itajaí. Participarão dessa ação Vereadores, estudantes e Voluntários Mirins do Projeto Itajaí mais Verde, o Plantio será realizado as 15 horas no Parque do Atalaia.


Durante toda a semana acontecerá a exposição do pintor, desenhista, escultor e criador de réplicas que marcaram época, Rafael Zaca estará no Viveiro Fazenda Nativa.

A exposição traz esculturas do artista que constrói suas obras com pneus, uma medida ecologicamente correta, ação de reaproveitamento de resíduos gerados, criando objetos únicos e de épocas. Rafael Zaca estará presente na exposição na terça-feira (31) no período da manhã à disposição da comunidade e imprensa. A visitação é aberta ao público e pode ser feita das 9h às 11h e das 14h às 17h. Grupos devem agendar horário pelo telefone 3346 - 1721.

Arte de Sergipe: bienal de SP vai homenagear Bispo do Rosário em 2012

O artista sergipano era descendente de escravos africanos. Inserido em um contexto excludente, Bispo driblava as instituições todo tempo. A instituição manicomial se recusando a receber tratamentos médicos e dela retirando subsídios para elaborar sua obra, e Museus, quando sendo marginalizado e excluído é consagrado como referência da Arte Contemporânea brasileira.

Arthur Bispo do Rosário (1911-1989), marinheiro que foi interno de um hospital psiquiátrico e nunca produziu obras para o circuito das artes, será um dos artistas centrais da 30ª Bienal de São Paulo, em 2012, disse o curador Luis Pérez-Oramas.

"O que me interessa no Bispo do Rosário é que ele foi uma figura periférica, cuja obra está centrada na invenção da linguagem", disse Oramas, no café do Circullo de Bellas Artes, em Madri. Para ele, uma das questões centrais de sua Bienal será discutir os limites da arte.

"Retorno das poéticas" é o "motivo aglutinador" da Bienal paulista: "Eu sou poeta e gosto de poesia, mas por poética estou me referindo à capacidade retórica da arte".

Ao abordar o caráter discursivo da arte e seus limites, Oramas vai questionar uma das tendências importantes dos anos 1960 e 1970, liderados por Lygia Clark (1920-1988) e Hélio Oiticica (1937-1980). "Se formos observar, a Lygia, com suas propostas, chegou de fato ao fim da arte. Agora, é preciso revisar a ideia da arte, que não é um instrumento de emancipação, apesar de poder ajudar", diz Oramas.

Segundo o curador, um dos problemas da produção atual é que, ao se aproximar da vida, a arte "tem se afirmado mais como comentário da realidade, da sociedade e por isso não se questiona mais como discurso".

Com isso, a Bienal entra num velho debate, que se renova permanentemente, sobre a autonomia da arte, no modernismo, e seus desdobramentos no contemporâneo, para alguns chamado de pós-moderno, outros hipermoderno e mesmo altermoderno. "É preciso tomar cuidado com conceitos messiânicos", alerta o curador.

Outros artistas importantes na conceituação da mostra são o alemão Hans-Peter Feldmann, que atualmente está em exposição no museu espanhol Reina Sofia, e o brasileiro Waldemar Cordeiro (1925-1973). "Ele é um bom exemplo para pensar limites, pois vai do meio artístico para a informática", afirma.

agradecimentos: Folha / Wikipedia
http://ceudenoticias.blogspot.com/2011/02/arte-de-sergipe-bienal-de-sp-vai.html

quarta-feira, 1 de junho de 2011

20 ANOS DO SEBO E LIVRARIA CASA ABERTA

PROJETO MOTIVO DO SESC EM BLUMENAU

Novos recursos da pintura com Leda Catunda no Museu Victor Meirelles, Florianópolis

O Projeto Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles promoverá nos dias 13 e 14 de junho, das 19 às 22h, a oficina “Novos recursos da pintura”, com Leda Catunda.
Nos encontros serão discutidas as características da pintura tal como era desenvolvida e compreendida no decorrer do século XX. A partir disso, será trabalhada a ampliação do conceito de pintura através de dois exercícios práticos. Serão avaliadas também as possibilidades de trabalhar a linguagem da pintura sem a utilização de tinta, através de procedimentos como colagem e montagem. Paralelamente será proposta a análise dos portfólios dos próprios participantes.
13 e 14 de junho, segunda e terça, 19-22h
Pré-inscrição até 7 de junho de 2011
Museu Victor Meirelles
Rua Victor Meirelles, 59 - Centro - Florianópolis
(48) 3222 0692 e mvm.ac@museus.gov.br
Programa da oficina
13 de junho
Prática do exercício de “pintura sem tinta”; introdução teórica, observação na história da arte recente de novas atitudes frente à pintura; início da parte prática;
*** Material requisitado aos alunos(as): tela ou pedaço de eucatex ou compensado, cola branca e materiais variados, coloridos, com imagens, com texturas ou superfícies impressas.
14 de junho
Pintura com procedimento indireto; realização de pinturas que se utilizem de procedimentos indiretos para a criação de imagens e campos de cor, tais como monotipia, carimbo, máscaras, grafite ou impressões.
*** Material requisitado aos alunos(as): tela e tinta, papel cartão, estilete, esponjas, papelão, plástico pvc cristal (0,30 ou 0,40), estêncil, chapa de linóleo e goivas, rolo de esponja.
Ministrante: Leda Catunda é nascida em São Paulo, onde se formou em 1984 em Artes Plásticas na FAAP. Expõe desde 1981 em museus e galerias no Brasil e em diversos países, tendo participado de três edições da Bienal de São Paulo. Vêm desenvolvendo recentemente trabalhos que oscilam em definição entre o que se poderia chamar de pinturas ou de objetos moles, utilizando vários tipos de tecidos e materiais para dar textura e volume. Com procedimentos próximos aos da colagem, através da soma de materiais, recortes, sobreposições e entrelaçamentos, reestrutura a superfície das pinturas em busca de uma poética da maciez. O amolecimento de formas em seus trabalhos decorre da soma de imagens não agressivas orgânicas com o uso da característica mole dos materiais empregados.
A oficina é gratuita e tem como público-alvo artistas, professores e interessados em artes visuais. Serão 30 vagas disponibilizadas. O critério de seleção será a análise das respostas enviadas pelo candidato ao questionário que segue abaixo. O processo seletivo e os critérios adotados são de responsabilidade da equipe da Agenda Cultural do Museu Victor Meirelles. Interessados em participar devem encaminhar até o dia 7 de junho de 2011 seu pedido de inscrição com os dados abaixo para mvm.ac@museus.gov.br. O resultado da seleção será divulgado por e-mail até o dia 8 de junho.

RAP pela vida em Itajaí

É o Show de Rap encabeçado pela Família Enviados, agendado para acontecer no dia 4 de junho, sábado, a partir das 20:00 horas, no salão paroquial da Igreja Católica do bairro São Vicente em Itajaí. Nesse dia, também sobem ao palco os grupos: Marcas da Ressurreição (Itajaí), Crentes do Gueto (Itajaí), Realidade Periférica (Itajaí), Pacto Verbal (Blumenau), o rapper Thiuzinho (Itajaí), a cantora de Black Music Andrea Samara de Oliveira (Itapema) e demais convidados.

O que: Show de RAP.

Onde: Salão Paroquial da Igreja do Bairro São Vicente em Itajaí.

Quando: 4 de junho, sábado, a partir das 20:00 horas.

Quanto custa: R$10 e mulheres não pagam.

Contatos: José Luis Grando(Negro Rasta)fone 047-99747505, RSJ-fone-047-99813109-84785834, Samuel Costa fone:047-92308805.

Texto: Rute Margarida Rita. E-mail: rrutemargarida@yahoo.com.br